9.26.2014

VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA MORRER?; Por Fabio Campos




Texto base: "Naquele tempo Ezequias ficou doente, e quase morreu. O profeta Isaías, filho de Amoz, foi visitá-lo e lhe disse: 'Assim diz o Senhor: Ponha em ordem a sua casa, pois você vai morrer; não se recuperará'". – 2 Reis 20.1 (NVI)


Parece macabro esta pergunta, mas é uma certeza absoluta [se Jesus antes não voltar]: você vai morrer! A consciência vai procrastinando este tipo de reflexão, e a cada dia, o homem, faz da sua morte, algo mitológico, distante, ao ponto de se autoenganar acreditando mesmo que inconsciente que nunca irá morrer.

O jargão popular está mais que certo: "para morrer basta estar vivo". Quando me deparo com alguém zombando da morte dizendo "se morrer enterra"! ou "este é o destino de todos, vamos, então, aproveitar a vida"!, penso seriamente se eles sabem o que estão falando.

O grande puritano Jonathan Edwards, com dezenove anos, pensava todos os dias em sua morte. Ao se levantar, vivia como se aquele dia fosse o seu último. O livro de Eclesiastes diz que é "melhor ir a uma casa onde há luto do que a uma casa em festa, pois a morte é o destino de todos; os vivos devem levar isso a sério" (Ec 7.2). Levar uma vida leviana "comamos e bebamos, porque amanhã morreremos" (1 Co 15.32), é sem dúvida, uma tolice. Disse Nosso Senhor Jesus: "Louco, esta noite pedirão a sua alma" (Lc 12.20).

A sabedoria consiste no temor a Deus, sabendo que nós somos breves como sono; que como a relva que brota ao amanhecer; germina e brota pela manhã, mas à tarde, murcha e seca (Sl 90. 5-6). A vida é curta ainda que se viva muito! Pergunte a uma pessoa de cem anos e ela te dirá o quanto passou depressa aquilo que você diz ser um século. Como força de expressão [pois existem pessoas com mais de oitenta anos], a Bíblia diz: "Os anos de nossa vida chegam a setenta, ou a oitenta para os que têm mais vigor; entretanto, são anos difíceis e cheios de sofrimento, pois a vida passa depressa, e nós voamos!" (Sl 90.10 NVI).

Moisés que escreveu este salmo entendeu a brevidade da vida e pediu um "coração sábio", o qual contasse os dias, na reflexão de que, a cada dia, era um dia a menos que viveria nesta terra (Sl 90.12). Este encontro está marcado, e cedo ou tarde, você estará de frente com o Criador. Acreditando ou não, depois da morte, você não vai acreditar, mas apenas constatará a quão tolice foi dizer que Deus não existe (Sl 14.1).  Tenha em mente; da aqui cem anos – nem eu e nem você – estaremos nesta terra.

No encontro com o Criador não haverá retórica, filosofia, e nem sofista suficiente persuasivo para fazer Deus mudar de ideia. Todos nossos pecados praticados nas trevas serão trazidos a luz e posto diante da Presença dEle.

Olavo de Carvalho diz "o que determina as nossas crenças [nesta era] não são os fatos e sim as interpretações". As pessoas escolhem a religião que mais se amolda naquilo que elas querem sem se preocupar se está certa ou não. "O que importa é o que penso", dizem. Será que Deus criou tudo e deu ao homem várias religiões para se achegar até Ele? Não! Só há um caminho! Disse-lhe Jesus: "Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim" (Jo 14.6). Se Jesus Cristo não estiver na sua vida, nem a igreja que congrego poderá te salvar. Nenhuma religião leva uma pessoa a Deus, mas só Jesus pode fazer isso.

Logo, então, a reencarnação não vai adiantar, pois a Bíblia diz que "aos homens está ordenado morrerem UMA VEZ, vindo depois disso o juízo" (Hb 9.27). O purgatório será anunciado àqueles, que nele acreditaram, sendo uma tremenda farsa, e que tal ensino foi criado pelos homens. Obras de caridade também não vão adiantar, ao menos que você NUNCA tenha pecado em toda sua vida (impossível, pois nascemos no pecado Sl 51.5). Também não vai adiantar rezar missas - ascender velas - e nem pedir a intercessão dos que já se foram, pois a Bíblia diz que o dia para se arrepender e crer é hoje, enquanto há vida (Hb 3.7). Só que tem fôlego pode louvar ao Senhor!, pois Ele diz: "Não sou Deus de mortos, mas de vivos".

O mundo será julgado com JUSTIÇA (At 17.31). Uma ilustração que escutei, certa vez, trará um entendimento a esse respeito. Um sacerdote religioso morreu e foi recebido na portaria do céu. Os anjos o abordaram e disseram que teria que listar, pelo menos, 100 coisas boas que tivesse feito na terra. O sacerdote iniciou dizendo, que fora um marido fiel e que nunca tinha traído sua esposa nem em pensamento. Os anjos, então, conferindo disseram que, de fato, o homem agiu assim. O sacerdote disse sua segunda boa obra - que tinha visita os enfermos e que também fazia curativos nos leprosos isolados. Os anjos conferiram e constataram que ele de fato tinha feito tal coisa.

O sacerdote contou sua terceira boa obra. Disse que todos gostavam muito dele, porque além de caridoso, era um homem muito respeitado, e que dava a metade do seu salário aos pobres. Os anjos verificaram e, de fato, ele assim procedia. Faltavam, então, 97 boas obras. O sacerdote começou a chorar dizendo: "Não tem como ser melhor do que isso; se não for pela misericórdia de Jesus, vou ficar de fora". Na hora que ele disse "misericórdia de Jesus"; os anjos pararam e pediram que ele repetisse tal coisa. Ele, porem, repetiu: "pela misericórdia de Jesus". Os anjos, então, disseram: Pela misericórdia de Jesus você completou os 100 pontos! Pode entrar! Rs

Deus julgará o mundo com justiça por meio de Jesus Cristo (At 17.31). Um juiz nunca irá sentenciar ou absolver alguém com base no que o réu acredita ser certo ou errado, mas sim de acordo com lei.  O Senhor designou um único caminho e assim reconciliou os homens com Ele mesmo somente através de Jesus Cristo.

Quando o homem foi criado, nele foi posto o "anseio pela eternidade" (Ec 3.11). O reformador João Calvino chamou isso de "sensus divinitatis", ou seja, o senso da divindade, e que em todos os seres humanos há uma "semente da religião" que o impulsiona em direção do sagrado. Calvino negava veementemente a possibilidade de um ateísmo [ateus nada mais são do que pessoas frustradas com Deus]. Um fato que comprova o medo da morte e o quanto o homem busca através deste anseio [da eternidade], proteção divina, são as diversas religiões criadas.

A morte é algo que muito nos amedronta e nos impressiona. Não fomos criados para morrer, mas para viver eternamente. E isso vai acontecer. Seja no céu - seja no inferno (Dn 12.2) - a vida terrena é o início de uma caminhada rumo à eternidade. Você vai chegar à eternidade, mas o hoje determinará em qual delas você vai viver. O Senhor Jesus disse que há dois caminhos; o largo e o estreito. A maioria entra pelo largo que conduz à perdição. Poucos são os que entram pelo caminho estreito que leva à vida (Mt 7. 13-14). Você já analisou por qual caminho seus pés têm andado?

Muitos que morreram não tiveram a oportunidade de ler um texto como este que trata tão diretamente deste assunto. Morreram inesperadamente, e entenderam o sentido da eternidade, no fechar dos olhos; contudo, não terão a chance de se arrepender e seguir o curso de sua vida por outro caminho (Lc 16.19-31).

Como lemos no texto base, Ezequias, rei de Judá, foi avisado que logo iria morrer. Por isso deveria arrumar a sua casa. Cabe a pergunta: Você está preparado para morrer? Ezequias não estava, e por isso clamou ao Senhor de todo o seu coração; o Senhor foi bondoso com ele e lhe acrescentou mais alguns anos dando-lhe uma nova oportunidade de fazer diferente o que ele tinha feito de errado (2 Rs 20).

Talvez o Senhor esteja falando ao seu coração através deste texto – chamando-o a pensar com critério nas crenças dos homens, no quê de fato condiz com o Ensinamento da Palavra de Deus. As pessoas estão muito mais preocupadas com a parte financeira que deixarão seus familiares após sua partida (o que é legitimo), e por isso fazem diversos tipos de seguros, do quê pensar acerca de onde passarão a eternidade.

Creem na tradição familiar e no conto de muitas doutrinas e religiões, todavia, poucos param e pensam se de fato sua crença condiz com a Verdade Absoluta, determinada pelo próprio Criador, a qual Ele não abre margem para negociações. A Bíblia é o único método seguro para conhecer a vontade de Deus e crer no que é correto.

Você está preparado para morrer?

"... prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus". – Amós 4.12 (AFC)

Meu intuito aqui não é afrontar sua fé e nem coagi-lo a deixar de acreditar em sua religião. O Espírito Santo é quem faz isso, através do amor, e com muita maestria. Assim Ele já fez na vida de muitos, inclusive, na minha. Escrevo apenas pelo amor que sinto e pelo desejo que tenho de que todos sejam alcançados pela Graça e Misericórdia de Deus - que nunca venham a perecer - mas que tenham a vida eterna em Cristo Jesus, pensando todos os dias:

"Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma"?
– Marcos 8.36 (AFC)


Considere este artigo e arrazoe isto em seu coração,

Soli Deo Gloria!

Fabio Campos



9.10.2014

DEUS ACIMA DE TUDO




Desconheço conflitos históricos e étnicos. Desconheço concílios e tratados. Desconheço documentos papais e eclesiásticos. Não quero saber quem se separou de quem, quem brigou com quem, quem discordou de quem, nem quando, nem onde, nem por que.

Não tenho nada a ver com o circo que fizeram do Evangelho. Se o modificaram, distorceram, estrangularam, eu não tenho culpa, não tenho parte nisso. Não quero saber. Se o ridicularizaram, desacreditaram ou usaram com intuitos malignos, para manipular massas, subtrair volumes financeiros ou ainda para justificarem guerras, eu não tenho nada a ver com isso.

Minha Fé não será abalada porque diminuíram o Evangelho. Minha crença não deixará de existir porque banalizaram, desvalorizaram ou tornaram-no coisa de gente simples e ignorante. Não...

Minha Fé está acima de todas essas coisas. Acima de divisões, opiniões teológicas, múltiplas interpretações, sectarismo, linhas de pensamento, fundamentalismo ou liberalismo.

Minha Fé em JESUS CRISTO está acima das religiões, acima das igrejas, acima das denominações, acima dos partidos religiosos, acima das agremiações evangélicas, acima das assembleias cristãs.

Se fizeram piada da Bíblia, de Deus, do Espírito Santo, se zombaram da Cruz, eu não tenho nada a ver com isso, nem farei parte disso. Se fizeram das Escrituras um instrumento de extorsão ou alienação coletiva, eu não tenho culpa nem apoio nenhum desses movimentos.

Não sigo charlatões nem falsários, nem picaretas, nem maldizentes, nem hipócritas, nem religiosos fanáticos, nem ateus escarnecedores. Não compactuo com crimes usando o nome de Deus nem tenho parte nisso aí tudo.

Minha Fé é inabalável, minha Paz vem dos Altos Céus e minha confiança e força vem de Deus.

Sou um cristão sem fronteiras, sem rituais litúrgicos e tem mais: não faço gozações com aquilo que é Eterno.

As Escrituras contem o Testamento deixado pelo Pai e eu as amo e respeito. Elas são sérias e um profundo estudo revelará a você mantos espirituais imensuráveis.

Fuja do ridículo. Fuja dos palhaços caricatos que não levam a Bíblia a sério, ou que a envergonham.
Crer também é pensar. Seja livre. O único intermediário entre você e Deus é JESUS. Busque-o. Entre em Sua Presença.

Porque o homem é falho, é pecador, miserável.

Mas Deus é Amor, Perdão, Graça, Misericórdia, Redenção, Cura, Salvação.



Em Cristo,

Ricardo Lima
  





9.02.2014

Há algum problema em o crente usar palavrões?



No Brasil, culturalmente, se usa falar muitos palavrões. Em todos os lugares, seja de forma descarada, velada, ou até mentalmente, os palavrões estão presentes. Quem nunca xingou alguém mentalmente? Ou pelas costas, quando a pessoa se retirou? Quem nunca soltou um palavrão diante de uma situação que deu errado? Todos nós presenciamos, diariamente, o uso dos palavrões ao nosso redor (no trabalho, em casa, no lazer, nos filmes, na rua, etc.). Como vimos, os palavrões fazem parte de nossa cultura e do nosso dia a dia. A pergunta que não quer calar é: há algum problema em o crente usar palavrões?
Tenho visto atualmente alguns crentes fazendo uso de palavrões com muita normalidade e até defendendo o seu uso. Até mesmo na Internet os usam sem qualquer receio. Parece-me que esse traço da cultura tem sido aceito como algo normal na vida do servo de Deus. Mas será que agem corretamente, professando ser crentes, e soltando palavrões sem problema?
Os palavrões, normalmente, são palavras que exprimem coisas indecentes, indignas, impuras, maldosas, violentas. Sendo assim, Jesus explica que: “… a boca fala do que está cheio o coração.” (Mt 12. 34). O uso de palavrões demonstra que o coração da pessoa está sujo de pecado, de impureza, de indecência, que são algumas das substâncias do palavrão. A boca é apenas um “escape” daquilo que está dentro da pessoa.
Devemos afastar de nós as palavras perversas. Que palavras são estas? Claro que são os palavrões, as palavras mentirosas, sujas, más. “Afaste da sua boca as palavras perversas; fique longe dos seus lábios a maldade.” (Pv 4. 24 – NVI)
Quem usa palavrões mostra um desvio em seu caráter. “O perverso não tem caráter. Anda de um lado para o outro dizendo coisas maldosas” (Pv 6. 12)
Existe algum palavrão “do bem”? Aquele palavrão usado [e aceito por muitos] para aliviar uma situação de raiva, de ira, de descontentamento, não é aceito como desculpa e nem sendo um palavrão “do bem” [não existe palavrão do bem!). O sábio, se não tem algo de bom para falar, fecha a sua boca e medita. “O coração do justo medita o que há de responder, mas a boca dos perversos transborda maldades.” (Pv 15. 28)
Qual o problema em falar um palavrãozinho leve? “De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim. Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso?” (Tg 3. 10-11). Se esse tipo de comportamento é tido como normal na vida do crente, algo está errado. Palavrão é tudo palavrão!
As palavras do cristão devem construir (edificar), e os palavrões não constroem nada, apenas destroem. “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem.” (Ef 4. 29)
Quem usa palavrões imita a Deus? “Vocês são filhos queridos de Deus e por isso devem ser como ele… portanto… Não usem palavras indecentes, nem digam coisas tolas ou sujas, pois isso não convém a vocês. Pelo contrário, digam palavras de gratidão a Deus.” (Ef 5.1-4 – NTLH)
Concluindo, podemos ver claramente que palavrões, em qualquer forma, não convém ao cristão. É importante observar, porém, que muitos cristãos que iniciam a sua caminhada, ainda têm muito fortemente em suas vidas as marcas da vida antes de se entregarem a Cristo. Estes devem ser orientados amorosamente a lutarem contra o costume de usar palavrões.
Por André Sanchez

Fonte:


Palavras frívolas...
“Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo; porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado” (Mateus 12:36-37).
Leia mais:



8.18.2014

Banda Resgate gravará DVD comemorando 25 Anos de Carreira




Os “tios” do Rock Gospel, como são chamados, Hamilton Gomes, Zé Bruno, Marcelo Amorim e Jorge Bruno formam juntos há 25 anos a Banda Resgate.

Falam do amor de Deus através do seu rock n´roll inteligente e divertido. Além de tocarem por todo Brasil, já passaram pelos EUA, Europa, África e América Latina.

Desde o lançamento do seu primeiro trabalho, de forma independente e ainda em vinil em 1991, já são 13 CDs lançados, 9 em estúdio, 1 acústico , 3 ao vivo, além de 3 DVDs, os últimos lançados pela Sony Music.

Sem abrir mão do autêntico rock’n'roll, mesclou outras tendências em seus trabalhos, como baladas, canções românticas, louvor & adoração, além de estilos alternativos. Sempre preocupados com a qualidade da sonoridade dos seus trabalhos, seus CDs foram produzidos por produtores renomados como Rick Bonadio, Paulo Anhaia e Dudu Borges, que de produtor virou integrante em 2011, e agora deixa a banda seguindo sua carreira de produtor de sucesso.

O humor é parte do cotidiano da banda, o grupo não dá sinais de envelhecimento, pelo contrário, com uma agenda de shows lotada, figura entre as principais bandas do movimento Gospel no Brasil. Nos shows eles demonstram toda a paixão pelo que fazem, essa é a receita para manter a banda na ativa durante tanto tempo e com a mesma formação. E em comemoração aos 25 anos, a banda irá realizar a Gravação do DVD, no dia 20 de setembro no Teatro Anhembi Morumbi.



Garanta já seu ingresso:

LEIA MAIS:




"Epílogo": Banda Catedral lança projeto inédito em EP




A Banda Catedral está prestes a lançar em todas as plataformas o seu mais novo projeto, o EP (Extended Play) “Epílogo”.
O álbum conta com cinco canções. "Amo Tanto Amar Você” foi o single escolhido para ser carro-chefe nas rádios de todo o país.  Além desta música e a faixa-título, o repertório é formado por "Gol de Placa", "Desejo, Muito Prazer" e o hit "Contra Todo O Mal". A versão digital de “Epílogo” está disponível no iTunes e DEEZER desde terça-feira (12/08/14). De acordo com a gravadora Sony Music, o CD chega às lojas de todo o país em 26 de agosto.
Com 20 anos de estrada, a banda Catedral possui 20 CDs gravados e um histórico de premiações, incluindo quatro discos de ouro e um de platina.
"M. I. M. – Maior Idade Musical" é o último álbum do grupo. O videoclipe mais recente é “Estações”.

...

O EP foi lançado no iTunes dia 12 de agosto pela Sony Music ficando entre os mais vendidos da gravadora gospel. O EP contém cinco faixas e estará nas lojas a partir do dia 26 de agosto. Confira a mensagem da banda via Facebook:
“Recebi uma informação agora da gravadora Sony Music Gospel que no dia de estreia do nosso primeiro EP, o “Epílogo” já estamos no ranking dos mais vendidos de hoje no iTunes! Mas ainda podemos melhorar bastante e se isso acontecer o nosso EP chega rápido ao TOP 10! Para isso os “catedráticos e as catedráticas” de coração têm que mostrar a força que sempre foi peculiar no nosso público! Entre as fanpages oficias da Banda e do Kim {tirando os duplicados = que curtem as duas fanpages} somos mais de 1 milhão de pessoas que curtem Música Inteligente! Somos diferentes! Fazemos a diferença dentro desse mercado cada dia mais igual! Se pelo menos 10% dos nossos admiradores comprassem esse novo trabalho pelas mídias sociais com downloads LEGAIS ou o próprio EP físico seria um marco na história do mercado e para a linda carreira da Banda! Contamos com todos vocês! Precisamos desse feedback! A hora é essa! Baixe então agora seu EP da Banda Catedral no iTunes! Segue o link GdB e Catedrática de coração! Vamos nessa!”





Fonte:






Deus Não Está Morto (God's Not Dead)



“Deus Não Está Morto”
Depois do sucesso do filme nos cinemas dos EUA, a Graça Filmes anuncia o lançamento em circuito nacional em 21 de agosto de 2014.


No mês de março, chegou aos cinemas dos EUA o filme Deus Não Está Morto, que, já na primeira semana de exibição, ultrapassou a média de público por salas em relação às produções de Hollywood, contabilizando mais de 1 milhão de espectadores nos principais cinemas dos Estados Unidos.

O longa-metragem tem provocado grande mobilização nos EUA e se tornou fenômeno nas redes sociais com mais de 1 milhão de fãs e curtidas, além de 800 mil compartilhamentos no Facebook.

A trama aborda a questão do criacionismo versus evolucionismo e deixa o seguinte questionamento: “Deus é apenas um mito e nunca existiu?” Ou “Ele está vivo e presente em cada um de nós?”. Essa é a difícil indagação que Josh (Shane Harper) terá de defender em um incrível debate com o professor Radisson (Kevin Sorbo – conhecido por interpretar Hércules), que provocará o espectador, em todos os sentidos, a refletir sobre suas crenças e sua fé. Além disso, no elenco há nomes como Dean Cain, o Super-Homem em Lois e Clark, e David A. R. White.

Segundo o Instituto Gallup, cerca de 50% dos jovens cristãos que entram na universidade abandonam a fé em Deus. O povo norte americano se uniu e embarcou nessa campanha para dizer que Deus Não Está Morto, fazendo cartazes, comentários, mostrando fotos e escrevendo isso no próprio corpo, como forma de dizer a todos que não tem vergonha da sua fé e deseja compartilhar aquilo em que crê. O diretor da Graça Filmes, Ygor Siqueira, comenta: “É alarmante constatar que essa geração esteja perdendo o foco, e por isso estamos trazendo para o Brasil este filme que, com certeza, será uma excelente ferramenta de evangelização para alcançar todas as pessoas independentemente de religião”.

Após quatro semanas de exibição em mais de 1.860 salas de cinema, o filme atingiu a marca de mais de 3 milhões de espectadores e se mantém no top 10, como um dos filmes mais exibidos nos EUA em 2014. Isso mostra que a instigante proposta de desmitificar a pessoa de Deus tem sido propagada e compreendida via o boom nas redes sociais e a expansão para algumas regiões, como México, e outros países latinos a exemplo do Brasil, com previsão de lançamento para o mês de agosto deste ano.  Ygor Siqueira comemora e salienta que “a expectativa para a estreia no Brasil é de superar o sucesso obtido com o filme Três Histórias, Um Destino, com mais de 288 mil espectadores, a fim de que a mensagem de Cristo possa transformar vidas e para que as pessoas entendam por que Deus Não Está Morto”.


Trailers:

Leia mais:


Obs:


O filme Deus não está morto será lançado no cinema em 21/08/14, mas você tem a possibilidade de assistir antes pelo Netflix.







O Livro Deus Não Está Morto também está nas livrarias do Brasil e conta com evidências da existência divina..

A obra escrita pelo pastor e teólogo Rice Broocks conta com prefácio do best-seller Augusto Cury


Para fortalecer as evidências da existência divina aos corações mais inseguros, a obra Deus Não Está Morto do teólogo e pastor Rice Broocks está chegando às estantes das livrarias brasileiras durante este mês, através da editora Thomas Nelson.

A publicação oferece comprovações encontradas pelo autor, por meio da presença do Senhor no cotidiano das pessoas, para frear o raciocínio descrente de ateus famosos, como o biólogo britânico Richard Dawkins e o jornalista americano Christopher Hitchens.

Ao se aprofundar em suas explanações, Broocks questiona o fato de que a compreensão para a presença de Deus em vida está relacionada à predisposição pela crença, sendo espontânea e natural aos que tem mente aberta, e mais complexa àqueles que são inflexíveis.

O autor também descreve que se ao longo dos anos nasceram várias teses de que o Criador do universo não existe, por conta de conceitos científicos, simultaneamente a vivência de fé de milhões de cristãos dão mais intensidade na crença de que Deus está entre nós.

Para completar, Broocks não descarta estabelecer uma ligação entre fé e ciência para comprovar a existência de Deus, trazendo assim uma série de registros baseados em seus estudos que abordam diversas citações incisivas que testemunham a presença do Senhor na vida dos seres humanos.

O livro Deus Não Está Morto também conta com prefácio de Augusto Cury, autor best-seller brasileiro que destaca que não conseguiu assimilar a ideia de que Deus não existe.


Fonte:
http://portugues.christianpost.com/news/livro-deus-nao-esta-morto-chega-as-livrarias-do-brasil-com-evidencias-da-existencia-divina-19566/

8.12.2014

EU VOU MORRER...







Estou anunciando publicamente o que sabia desde que me conheci por gente: eu vou morrer. Sim. Não terei alternativa. O meu corpo está se desfazendo dia após dia. Já não tenho vitalidade dos meus 15 anos. Os meus cabelos não produzem mais a coloração correta e minhas vistas não enxergam com facilidade. O meu rosto cultiva rugas e marcas que eu não tinha há alguns anos. As minhas pernas, antes ágeis e flexíveis, agora precisam de apoio (e algumas vezes até de bengala) para não se "esquecerem" do passo certo. A destreza das idéias não acompanha a resposta do corpo e eu percebo que a entropia física toma conta do meu organismo e dia mais, dia menos, deixarei esse tabernáculo.
Pode ser que demore um pouco. Com dietas, remédios, cuidados físicos, consigo prolongar um pouco o funcionamento do corpo. Pode ser que não. A verdade, todavia, é que eu irei morrer mesmo e não há o que fazer para evitar (exceto se eu fizer parte da chamada "geração do arrebatamento", pois creio nesse evento escatológico).
Mas o meu anúncio é mais sério ainda, pois ele é extensivo. Não serei eu apenas a morrer. Quem me lê agora também morrerá, mais dia, menos dia. O meu leitor também está fadado ao ocaso da vida e ao império do túmulo. A morte é uma realidade, ainda que o homem faça de tudo para evitar falar sobre o assunto ou adiá-la um pouco mais. Todos morreremos. Um dia o fôlego de vida que nos mantém animados sairá e deixará o corpo como uma caixa vazia, um celular sem chip e sem bateria, onde o chip é o espírito, que se foi para Deus e a bateria a alma que dormiu na morte (esses termos confundem-se no Novo Testamento, mas servem didaticamente aqui).
Morrer não é a minha vontade e nem a do meu leitor, ainda que tenha dito inúmeras vezes, que preferiria a morte a tanto sofrimento enfrentado. Na verdade homem algum quer a morte por prazer; ou a quer por conveniência, ou para poupar maior sofrimento. Pobre alma, não imagina que no além-túmulo as coisas não são inertes ou tranquilas, mas pontuais e decisivas! É certo que a morte é um alívio para quem tem comunhão com Deus, mas ai de quem não tem! O túmulo não traz paz nem felicidade ao incrédulo ou pecador inveterado.
Não fomos criados para a morte. Deus nos criou para a vida. A morte veio como consequência das más escolhas que nossos primeiros pais fizeram. "No dia em que comeres … morrerás", disse Deus ao primeiro casal, caso comesse de uma única árvore no Éden, a única proibida. É bom que se diga que havia MILHÕES de árvores, talvez muitas inexistentes aqui hoje, e NENHUMA necessidade de comer daquela proibida. Não estavam com fome, não estavam em apuros, não havia nada que os obrigasse a isso. Foi mesmo a tentação externa (Satanás aos ouvidos de Eva) que os conduziu à cobiça: serão inteligentes, serão cientistas (conhecedores de todo o bem e de todo o mal), terão olhos abertos. Mas olhos abertos eram os de antes da queda, que viam a Deus pela viração do dia e que não tinham nenhuma preocupação e nenhuma ansiedade. Preferiram a proposta do inimigo em lugar da estabilidade de Deus. Escolheram. Pecaram. Morreram. Saíram do Éden levando consigo o salário do pecado, da má escolha: a morte. Por habitação derradeira ganharam um túmulo. E esse foi o legado que nos deram como primeiros pais…
Deus não os abandonou sem esperança. Deu-lhes uma promessa: o descendente da mulher venceria a serpente, ainda que mordido no calcanhar. Era uma fala poética, uma profecia messiânica: o Filho de Deus viria, se tornaria o nosso Salvador, vencendo a peçonha do pecado da raça. Ele curaria o homem e o prepararia para o porvir.
Assim, há um porvir, um novo alvorecer,  um viver após a morte!
Assim que os olhos se fecham a promessa se cumpre: "Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus." (2Co 5:1). O Apóstolo Paulo disse à respeito de sua morte: "Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor." (Fp 1:23). Cristo falou ao ladrão arrependido: "E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso." (Lc 23:43). Portanto, se eu estiver em Cristo (arrependido de meus pecados e confiado nEle como meu único e suficiente salvador) poderei ter a mesma segurança: ao morrer estarei com Cristo. Aleluia!
No fim dos tempos terei a promessa de uma ressurreição completa e absoluta: o meu corpo sairá do pó e voltará à vida: "Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados." (1Co 15:52). O meu corpo será semelhante ao do Senhor: "Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos." (1Jo 3:2)
E para terminar esse anúncio, notifico que morrerei. Irei para Cristo. E com Ele voltarei e ressuscitarei, estando para sempre com o Senhor. Ao amigo leitor insto: receba de Cristo a sua salvação também ("A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo." Rm 10:9) e garanta em vida a sua condição futura. É possível! Deus prometeu salvar os convertidos ao Seu Filho! Por que demorar? "Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei." (Mt 11:28)

Pr Wagner Araújo

FELIZ MEIO ANO NOVO!!!






Que alegria! Todos em festa! Ceias à mesa, famílias reunidas, igrejas em vigília, é tempo de alegria, de esperanças, de desafios! Tudo enfeitado, papéis coloridos, comidas gostosas, sonhos acalentados, …. Mas, espere um pouco… Do que estou falando? Ainda estamos em AGOSTO!!! O ano novo só virá daqui há cinco meses! Não tem ninguém reunido, vigílias, ceias, viagens, presentes, festas, ninguém comemora meio ano novo!
Acho que me empolguei antes da hora. Ainda estamos em 2014.  Mas, se pensarmos bem, hoje é também um dia importante, porque estamos iniciando a ÚLTIMA METADE DE 2014! Ora, vejam só!
As metas do início do ano? A maioria das pessoas já as arquivou. Os regimes alimentares? Já ficaram para “segunda-feira”. O dinheiro que seria poupado? Já foi gasto naquele financiamento do som, ou na troca da mobília, ou no carro novo. A vida atlética? Só na televisão, e olhe lá! A nova diretoria da igreja, da união de mocidade, do evangelismo? Já entrou na mesma rotina da anterior.
Nós somos assim. Cheios de fogo! Mas fogo de palha. E, depois, o que sobra, são alguns gravetos acesos. Foram 180 dias que passaram. Ou melhor, voaram. Ou melhor, nós passamos por eles! Mas isso pode mudar, no semestre que ainda temos a percorrer. Podemos celebrar o celebrável e começar uma nova história em nossa história!
Eu proponho que façamos do dia de hoje um dia de festa! Diz a bíblia: “Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele.” (Sl 118:24). Sim! Ter chegado até aqui foi uma dádiva do Altíssimo! As Escrituras também afirmam: “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” (1Ts 5:18) Temos grandes motivos para festejar! Desde o corpo com o qual fomos criados, até os recursos essenciais que recebemos (teto, alimento, trabalho, água, ar, família, amigos, companhia).
Podemos agradecer a Deus a bênção de sermos conhecedores de Sua Palavra, pois, infelizmente, “a fé não é de todos.” (2Ts 3:2). O fato de estarmos em Cristo é a maior de todas as dádivas, e, como Paulo diz, inspirado pelo Espírito Santo, “isto não vem de vós, mas é dom de Deus” (Ef 2:8). Recebemos a graça de crer, e, através dessa fé, temos acesso a esse Deus maravilhoso, que tanto nos amou, que deu o Seu próprio Filho Unigênito, para ser o nosso Salvador! (cf. Jo 3.16).
Devemos louvá-lo também porque Ele pode nos dar um resto de agenda em branco, para escrevermos uma nova história daqui para frente! Não importa se os meses de janeiro a junho foram parcialmente perdidos; não importa se gastamos as nossas energias com coisas que não satisfizeram; não importa o grau de comprometimento do ano. Podemos ter chorado, ter lamentado, ter perdido, ter parado. Mas, para Deus, nada é perdido, nada é à toa. Diz-nos o livro de Romanos: “sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”(Rm 8:28).
Ele, e somente Ele, pode mudar o nosso destino e virar a nossa história! Foram pecados? Deus diz: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” (2Cr 7:14). Foram más escolhas? A bíblia diz: “… te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência” (Dt 30:19). Foram fracassos? Lembre-se: “Deus farta a tua boca de bens, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia.”  (Sl 103:5) Foram desamores? Não se esqueça: “Lança o teu cuidado sobre o Senhor, e ele te susterá; não permitirá jamais que o justo seja abalado.” (Sl 55:22)
E, naqueles projetos e coisas que estão dando certo, estão glorificando a Deus e estão trazendo o progresso pessoal, familiar, comunitário ou humanitário, agora, como nunca antes, é hora de perseverar, investir, arriscar e vencer! “E os teus ouvidos ouvirão a palavra do que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho, andai nele, sem vos desviardes nem para a direita nem para a esquerda.” (Is 30:21). É hora de continuar, é tempo de ir até o fim. E, com a graça do Senhor, teremos todas as condições para concluir com êxito os nossos projetos!
Por isso, se alguém passar por você agora, aí no trabalho, ao lado de sua mesa, ou lá na sala onde se toma cafezinho, ou mesmo na hora de ir para casa, não se encabule, e diga com coragem e alegria:
FELIZ MEIO ANO NOVO!!!
Pr Wagner Araújo




12/08/14  

8.05.2014

NÃO TEMAS!




PRECISANDO DE CURA?
COM MEDO DA MORTE?

NÃO TEMAS!

Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio. Não recebemos um espírito que nos escravize para novamente temermos, mas recebemos o Espírito que nos adota como filhos, e o próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus.
E nesse amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora todo o medo, afinal Deus mesmo disse:
"Nunca o deixarei, nunca o abandonarei".
Podemos, pois, dizer com confiança:
O Senhor é o meu ajudador, não temerei. O que me podem fazer os homens? Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte não temerei mal algum porque o Senhor está comigo.
Jesus nos deixou a paz. Não como o mundo a dá. Não se perturbe o vosso coração, nem se atemorize!  Se você fizer do Altíssimo o seu refúgio, nenhum mal o atingirá, desgraça alguma chegará ao seu lar. Porque a seus anjos ele dará ordens a seu respeito, para te guardarem, para que o protejam em todos os seus caminhos!  O Senhor diz hoje para você:
“Não temas, pois estou contigo, não te espantes, não tenha medo, pois Eu sou o teu Deus. Eu te sustento, Eu te fortalecerei e o ajudarei. Eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa”.
Jesus foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades, e o castigo que nos trouxe a paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados. Pelas suas pisaduras fomos sarados!
Bendiga portanto ao Senhor a minha alma! Bendiga ao Senhor todo o meu ser e não se esqueça de nenhuma de suas bênçãos! De nenhum de seus benefícios. É Ele quem perdoa todos os seus pecados e cura todas as suas doenças! É Ele que resgata a sua vida da sepultura e o coroa de bondade e compaixão, que enche de bens a sua existência, de modo que a sua juventude se renova como a águia. É o Senhor quem sara todas as suas enfermidades!
E, se o Espírito daquele que ressuscitou JESUS dentre os mortos habita em vocês, aquele que ressuscitou a Cristo dentre os mortos também dará vida a seus corpos mortais, por meio do seu Espírito, que habita em vocês!  Portanto, agora já não há nenhuma condenação para os que estão em Cristo Jesus que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.
Só Ele cura os de coração quebrantado e contrito e trata das suas feridas. Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça e por suas feridas fomos curados.
Jesus andou por toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando as boas novas do Reino e curando todas as enfermidades e doenças entre o povo. E Ele é o mesmo hoje, ontem e eternamente!
Notícias sobre Nosso Senhor espalharam-se por toda a Síria. Grandes multidões o seguiam, e o povo trazia todos os que estavam padecendo de vários males e tormentos: endemoninhados, epiléticos, paralíticos, e Ele os curou.
Prestem portanto culto ao Senhor, o Deus de vocês, e Ele os abençoará, e tirará a doença do meio de vocês!
Vamos orar?
"Inclina os teus ouvidos, ó Senhor, e responde-me, pois sou pobre e necessitado. Guarda a minha vida, pois sou fiel a Ti. Tu és o meu Deus, salva o teu servo que em Ti confia! Misericórdia, Senhor, pois clamo a Ti sem cessar. Alegra o coração do teu servo, pois a Ti, Senhor, elevo a minha alma. Tu és bondoso e perdoador, Senhor, rico em graça para com todos os que te invocam. Escuta a minha oração, Senhor, atenta para a minha súplica! No dia da minha angústia clamarei a Ti, pois tu me responderás. Nenhum dos deuses é comparável a Ti, Senhor, nenhum deles pode fazer o que tu fazes. Todas as nações que tu formaste virão e te adorarão, Senhor, glorificarão o teu nome. Pois tu és grande e realizas feitos maravilhosos, só tu és Deus! Ensina-me o teu caminho, Senhor, para que eu ande na tua verdade, dá-me um coração inteiramente fiel, para que eu tema o teu nome. De todo o meu coração te louvarei, Senhor, meu Deus, glorificarei o teu nome para sempre. Pois grande é o teu amor para comigo, tu me livraste das profundezas. Senhor, tu és Deus compassivo e misericordioso, muito paciente, rico em amor e em fidelidade. Volta-te para mim! Tem misericórdia de mim! Concede a tua força a teu servo. Dá-me um sinal da tua bondade, para que os meus inimigos vejam e sejam humilhados, pois tu, Senhor, me ajudaste e me consolaste! Amém".
Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e tudo o que precisa lhe será dado. Lance sobre Ele toda a sua ansiedade, porque Ele tem cuidado de você!
Finalmente irmão, não ande ansioso por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresente seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o seu coração e a sua mente em Cristo Jesus!
Ele guardará em perfeita paz aquele cujo propósito está firme, porque em Ti confia. Tu és Senhor, o escudo que me protege, a minha glória, e me fazes andar de cabeça erguida!
"Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso, lhes aliviarei. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve".
Ele fortalece ao cansado e dá grande vigor ao que está sem forças.
Ele não nos deixará passar por nada além do que possamos suportar!
Tenham cuidado, para que os seus corações não fiquem carregados de ansiedades da vida. Esteja sempre atento e ore para que você possa escapar de tudo o que está para acontecer, e estar de pé diante do Filho do Homem.
Tu Senhor, és um escudo para mim, a minha glória, e o que exalta a minha cabeça. Com a minha voz clamei ao Senhor, e ouviu-me desde o seu santo monte.
Eu me deitei e dormi, e depois acordei, porque o Senhor me sustentou.
Não temerei dez milhares de pessoas que se puserem contra mim e me cercarem.
Nossos dias estão contados, determinados, Deus decretou o número de nossos meses e estabeleceu limites que não podemos ultrapassar... até nossos cabelos da cabeça estão todos contados.  Ainda que a figueira não floresça eu me alegrarei no Senhor. A alegria do Senhor é a nossa força.
“Responda-me quando clamo, ó Deus que me faz justiça! Dá-me alívio da minha angústia. Tem misericórdia de mim e ouve a minha oração. Escuta, Senhor, as minhas palavras, considera o meu gemer. Atenta para o meu grito de socorro, meu Rei e meu Deus, pois é a Ti que imploro. De manhã ouves, Senhor, o meu clamor, de manhã te apresento a minha oração e aguardo com esperança. Alegrem-se, porém, todos os que se refugiam em Ti, cantem sempre de alegria! Estende sobre eles a tua proteção. Em Ti exultem os que amam o teu nome. Pois tu, Senhor, abençoas o justo, o teu favor o protege como um escudo. Senhor, não me castigues na tua ira nem me disciplines no teu furor. Misericórdia, Senhor, pois vou desfalecendo! Cura-me, Senhor, pois os meus ossos tremem: Todo o meu ser estremece. Até quando, Senhor, até quando? Volta-te, Senhor, e livra-me, salva-me por causa do teu amor leal. Quem morreu não se lembra de Ti. Entre os mortos, quem te louvará? Estou exausto de tanto gemer. De tanto chorar inundo de noite a minha cama, de lágrimas encharco o meu leito. Os meus olhos se consomem de tristeza, fraquejam por causa de todos os meus adversários. Afastem-se de mim todos vocês que praticam o mal, porque o Senhor ouviu o meu choro. O Senhor ouviu a minha súplica, o Senhor aceitou a minha oração. Serão humilhados e aterrorizados todos os meus inimigos, frustrados, recuarão de repente!  Senhor meu Deus, em ti me refugio, salva-me e livra-me de todos os que me perseguem, para que, como leões, não me dilacerem nem me despedacem, sem que ninguém me livre”

LEIA COM FÉ EM VOZ ALTA:

Salmos 91
1 Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.
2 Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei.
3 Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa.
4 Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel.
5 Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia,.
6 Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia.
7 Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti.
8 Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios.
9 Porque tu, ó Senhor, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação.
10 Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.
11 Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.
12 Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra.
13 Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente.
14 Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.
15 Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.
16 Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação.


Curiosidade:

A expressão NÃO TEMAS está escrita 366 vezes na Bíblia. Uma para cada dia do ano. Incluindo ano bissexto...